BLOGS DO PORTAL TERRASD POTIGUARES NEWS

domingo, 4 de julho de 2010

Oferta de água em Natal será melhorada em 30%

Entre as várias ações visando melhorar significativamente a prestação de serviços à população de Natal, o Governo do Estado, através da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte(Caern) prioriza melhorar a produção e a oferta de água. Desta forma, estão sendo implantados simultaneamente seis projetos que, no início do próximo ano, aumentarão a oferta de água na Capital em aproximadamente 30%.

Arquivo TNOferta de água na capital vai  aumentar em 30% com os novos investimentosOferta de água na capital vai aumentar em 30% com os novos investimentos
A produção de água será responsável por um incremento de mais de 20%, passando dos atuais 10,2 milhões para 12,4 milhões de litros por hora. A Caern também está substituindo a antiga rede de cimento amianto por PVC, iniciando a instalação de 45 mil hidrômetros, além de utilizar a tecnologia do geofonamento (usada para detectar vazamentos não visíveis), medidas que vão reduzir vazamentos e combater o desperdício aumentando a oferta de água em mais 10%. O Governo está investindo cerca de R$ 35 milhões nos seis programas.

Adutoras

A Companhia está concluindo a implantação da nova adutora de Jiqui, implantando as adutoras do Rio Doce e Lagoa Azul, além de realizar ampliação e melhoramentos na adutora de Extremoz, trabalho que vai aumentar a oferta em 2 milhões e 200 mil litros de água por hora, beneficiando as zonas Sul e Norte de Natal.

Com 14 quilômetros de extensão, a nova Adutora do Jiqui vai aumentar a oferta de água em 1,3 milhões de litros de água por hora, além de reduzir o índice de nitrato da água distribuída em algumas áreas de Natal. O Governo do Estado está investindo R$ 13,6 milhões, sendo R$ 3 milhões em serviços e R$ 10,6 milhões na aquisição de material, recursos oriundo do Programa Saneamento para Todos, do PAC, através da Caixa Econômica Federal. A nova adutora vai melhorar o fornecimento de água para 405 mil habitantes nos bairros de Potilândia, Nova Descoberta, Morro Branco, Praia do Meio, Santos Reis, Tirol, Barro Vermelho, Lagoa Seca, Alecrim, Quintas, Ribeira, Rocas, Mãe Luíza, Cidade Alta, Pirangi, Lagoa Nova, Dix-Sept Rosado e Bairro Nordeste.

Na Zona Norte, a Companhia está implantando uma nova adutora, com 8,3 quilômetros de extensão, na Captação de Extremoz, concluindo melhoramentos na antiga adutora, que fará parte do sistema com ação complementar e será interligada ao conjunto de poços da Lagoa Azul, responsável pela produção de mais 400 mil litros/hora. Além desses benefícios, a Caern está implantando a captação do Rio Doce, disponibilizando mais 500 mil litros de água por hora, a partir de dezembro. As obras vão garantir uma maior disponibilidade hídrica, passando dos atuais 2,3 milhões, para uma produção de 3,2 milhões de litros de água por hora, na captação da Lagoa de Extremoz, o que significa um aumento de 900 mil litros de água por hora naquela área da cidade. Somando-se ao volume produzido através de poços, fora da área de Extremoz, a Zona Norte ficará como uma produção de 4,7 milhões de litros por hora. O Governo investe na Zona Norte mais de R$ 8 milhões.

Substituição de rede

A troca da rede antiga de abastecimento de água, em cimento amianto, por PVC, também será de grande importância para melhorar o abastecimento de água da cidade. A Caern está investindo R$ 5,5 milhões para atender 162 mil habitantes em trechos dos bairros Rocas, Santos Reis, Ribeira, Alecrim, Quintas, Candelária, Potilândia, Nova Descoberta, Morro Branco e Praia do Meio. A mudança na tubulação vai evitar vazamentos que provocam falta de água e contribuir para garantir a distribuição contínua da água..

O diretor Técnico da Caern, Clóvis Veloso Freire considera a troca de tubulação antiga como uma importante obra, porque contribui para a saúde da população e reduz sensivelmente os vazamentos detectados nessas tubulações, que estão enterradas desde a década de 70. Ele reconhece os transtornos com as escavações nas ruas mas espera que a população entenda os benefícios advindos com a substituição do cimento amianto por PVC.

Hidrometração

Outra iniciativa da Caern para reduzir desperdício e melhorar a oferta de água em Natal, será instalação de 45 mil hidrômetros no período de um ano, número que será suficiente para cobrir 95% de toda a capital com hidrômetros. Os novos medidores de consumo de água instalados nas residências, vão oferecer condições para que a empresa possa constatar o real índice de perdas e reduzir o desperdício de água. Neste programa a Caern vai investir R$ 7 milhões.

A instalação dos hidrômetros definida pela Caern é superior à meta estabelecida pelo Conselho Municipal de Saneamento Básico (Comsab) no último processo de revisão tarifária. Atualmente, Natal possui 180 mil ligações ativas, das quais cerca de 50 mil não possuem hidrômetros instalados. O Comsab definiu que a empresa deve diminuir, em pelo menos 30%, o déficit de cobertura de hidrometração até o final de abril de 2010, o que quer dizer que a Caern precisa instalar pelo menos 15 mil hidrômetros dentro do prazo estipulado. Um total de 15 mil hidrômetros já está no estoque da Caern e vão ser instalados imediatamente. A empresa está adquirindo mais 30 mil hidrômetros que vão permitir alcançar o total de 95% de cobertura das residências natalenses. “Vamos trabalhar para atingir 100% de hidrometração até o final do ano que vem. Somente desta forma teremos condições de medir o real índice de perdas pela falta de micromedição”, destaca o diretor-presidente da Caern, Walter Gasi. Ele afirma que a empresa está comprometida com o alcance de todas as metas estipuladas em resolução do Comsab.

O diretor-presidente da Caern anunciou ainda que a empresa vai implantar o Centro de Controle Operacional, para reunir todas as informações sobre macromedição, que é a medição da água produzida em poços e nas Estações de Tratamento de Água. Já a micromedição ocorre com a instalação de hidrômetros em residências e outros prédios que utilizam o sistema de abastecimento de água.

Geofonamento

Uma tecnologia de ponta, o geofonamento, está sendo utilizada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) para detectar vazamentos invisíveis, um dos principais responsáveis pelo elevado índice de perdas, que chega a 50%, registrado pela maioria das companhias de saneamento em todo o país. Vários benefícios serão obtidos em consequência desse trabalho, entre eles o aumento na oferta de água, principalmente naquelas áreas onde são registrados problemas mais freqüentes no abastecimento.

O geofone é um equipamento que detecta problemas na tubulação, através da utilização de campos eletromagnéticos. Esta técnica evita que os vazamentos atinjam maiores proporções, ao ponto de somente serem descobertos com o afloramento da água, depois de vários dias de desperdício.

Segundo o gerente da Regional Natal Sul, Lamarcos Teixeira, a implantação de uma ação para detectar esse tipo de vazamento, foi em decorrência do registro de falta de água e realização de manobras em áreas onde a oferta é compatível com a demanda, como Ponta Negra, Capim Macio e Rocas.

Além da redução do desperdício de água, o trabalho vai ter reflexos na parte operacional, com a redução das despesas com energia, produtos químicos e pessoal, contribuindo, desta forma, para o fortalecimento financeiro da Companhia que, conseqüentemente, terá mais condições para prestar um serviço mais eficiente à população.
FONTE - JORNAL TRIBUNA DO NORTE - NATAL-RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES  NEWS
A SUA ENCICLOPÉDIA DIGITAL, COM 10 BLOGS E MAIS DE 500 LINKS

Quem sou eu

Minha foto
ESTE É O 9º BLOG DO PORTAL OESTE NEWS, CRIADO PELO STPM DA RR PM JOTA MARIA, DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE